fbpx
PUBLICIDADE


Nomeação de Moro como ministro divide opiniões entre lideranças do NOVO

Marcelo Trindade, candidato ao governo do Rio de Janeiro em 2018, mostrou-se crítico à escolha, mas considerou-a ‘legítima’; Amoêdo, van Hattem e Ganime por sua vez parabenizaram o presidente eleito

- Publicado no dia
Marcelo Trindade em momento de campanha ao governo do Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

O advogado Marcelo Trindade, ex-candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo Partido Novo, lamentou nesta quinta-feira (1) a nomeação do juiz Sergio Moro como ministro da Justiça. [1]

Ele afirmou que respeita a escolha e compreende que é “legítima do ponto de vista pessoal”, porém observou que é “infeliz do ponto de vista institucional”.

“Dezenas de decisões de Moro ainda serão examinadas em grau de recurso. Serão agora decisões do Ministro da Justiça, com evidente constrangimento para as instituições. Dará elementos ao discurso inepto da perseguição a Lula, pois quem condenou um candidato trabalhará subordinado a outro, que saiu vencedor”, escreveu o político.

Embora afirma que tenha “dúvidas de que ele sairá maior da passagem pelo Governo”, Trindade – que é ex-presidente da Comissão de Valores Mobiliários e é professor de Direito na PUC-Rio – afirmou que torcerá pelo sucesso do juiz.


PUBLICIDADE



Amoêdo parabenizou escolha

(Foto: Reprodução / Metropoles)

Candidato à presidência da República, João Amoêdo parabenizou em suas redes sociais o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) pela indicação do juiz Sergio Moro para o Ministério da Justiça.

“Desejo sucesso ao juiz Sérgio Moro nesta nova fase e que se amplie o combate à corrupção e ao crime organizado. Espero também que a Operação Lava Jato continue seu trabalho atuante que tanto tem feito pelo Brasil nos últimos anos”, afirmou Amoêdo. [2]

Quem também comemorou a nomeação de Moro foram os deputados federais eleitos pelo partido Marcel Van Hattem (RS) e Paulo Ganime (RJ).

Ambos fizeram juntos uma transmissão ao vivo assim que chegaram em São Paulo para realizarem um treinamento que o partido está oferecendo aos eleitos. [3]

“A gente fica muito feliz com essa nomeação. Sergio Moro foi referência no combate à corrupção e não poderia ser melhor pessoa para assumir esse Ministério. Com pessoas fortes como Sergio Moro nessa posição, a gente tem a certeza, a garantia de que o [Poder] Executivo vai estar com a gente para combater a corrupção no Brasil”, afirmou Ganime.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.