SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Adversários querem colocar um ponto final na Operação Lava Jato, diz Bolsonaro

Candidato falou em entrevista ao canal independente Terça Livre que muitos ficariam calmos caso ele tivesse morrido no atentado ocorrido em setembro, em Juiz de Fora

- Publicado no dia
Jair Bolsonaro concede entrevista exclusiva ao canal independente Terça Livre (Foto: Reprodução/Facebook)

Em entrevista exclusiva ao canal independente Terça Livre divulgada nesta quinta-feira (25), o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que seus adversários políticos, que ficariam satisfeitos com a sua morte, querem colocar um ponto final na Operação Lava Jato.

“A minha morte acalmaria o que há de pior no Brasil. Ou seja: os corruptos, os terroristas, o pessoal de esquerda, porque eles se acertariam. O que eles querem, na verdade, é colocar um ponto final na [Operação] Lava-Jato e dar um decreto de indulto para Lula e seus outros que cometeram crimes correlatos”, disse.


PUBLICIDADE



Na entrevista, o candidato também ponderou que, embora “tido como intolerante e que prega o discurso de ódio”, foi quem levou a facada no atentado ocorrido em setembro, ainda não totalmente esclarecido.

Leia também:  Bolsonaro quer quebrar sigilo do BNDES na primeira semana e deixa recado a Levy
Leia também:  Coordenador do MBL apresenta panorama detalhado da direita no Brasil

Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo