fbpx
PUBLICIDADE

Adversários querem colocar um ponto final na Operação Lava Jato, diz Bolsonaro

Candidato falou em entrevista ao canal independente Terça Livre que muitos ficariam calmos caso ele tivesse morrido no atentado ocorrido em setembro, em Juiz de Fora
Jair Bolsonaro concede entrevista exclusiva ao canal independente Terça Livre (Foto: Reprodução/Facebook)
Jair Bolsonaro concede entrevista exclusiva ao canal independente Terça Livre (Foto: Reprodução/Facebook)
PUBLICIDADE

Em entrevista exclusiva ao canal independente Terça Livre divulgada nesta quinta-feira (25), o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que seus adversários políticos, que ficariam satisfeitos com a sua morte, querem colocar um ponto final na Operação Lava Jato.

PUBLICIDADE

“A minha morte acalmaria o que há de pior no Brasil. Ou seja: os corruptos, os terroristas, o pessoal de esquerda, porque eles se acertariam. O que eles querem, na verdade, é colocar um ponto final na [Operação] Lava-Jato e dar um decreto de indulto para Lula e seus outros que cometeram crimes correlatos”, disse.

Na entrevista, o candidato também ponderou que, embora “tido como intolerante e que prega o discurso de ódio”, foi quem levou a facada no atentado ocorrido em setembro, ainda não totalmente esclarecido.

PUBLICIDADE

Leia também:  Partidos entram com ação no TSE pedindo provas de fraudes eleitorais
Leia também:  TSE surpreende e toma duas medidas contra insinuações de Bolsonaro
Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama