fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro inicia contatos para criar ‘bloco liberal’ na América Latina

O presidenciável tem a intenção de fortalecer relações com países que apresentem a mesma tendência de abertura de mercados e rejeição ao socialismo
(Foto: Reuters/Adriano Machado)
(Foto: Reuters/Adriano Machado)

O desgosto com o Mercosul já motiva um esforço do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) por articular um “bloco liberal” na América Latina. Foi o que diversos veículos jornalísticos, como a Folha e a Gazeta do Povo, repercutiram nesta segunda-feira (22). [1] [2]

Os primeiros contatos já foram feitos com os presidentes da Argentina, Mauricio Macri, do Chile, Sebastián Piñera, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez.  “Países que buscaram se aproximar, mas foram preteridos por razões ideológicas têm muito a oferecer ao Brasil, em termos de comércio, ciência, tecnologia, inovação, educação e cultura”, diz o plano de governo entregue ao Tribunal Superior Eleitoral.





A meta seria dar menos importância a países socialistas como Venezuela e Bolívia e incrementar relações com países abertos a intensificar as aberturas de mercados. Na semana passada, Bolsonaro falou por telefone com Macri e Abdo Benítez, tendo recebido em sua casa dois senadores chilenos, Jacqueline van Rysselberghe e José Durana, ambos do partido União Democrática Independente, o mais votado das últimas eleições chilenas.

A tendência é que, além da parte econômica, como se verifica a partir de iniciativas como a tentativa adiada de organizar uma Cúpula Conservadora das Américas, Bolsonaro pretenda criar uma tendência política no continente em reação a órgãos e associações como a Unasul e o Foro de São Paulo.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama