fbpx
PUBLICIDADE


FHC diz que fala de Eduardo Bolsonaro sobre STF ‘cheira a fascismo’

O ex-presidente acredita que declarações do deputado, feitas meses antes do primeiro turno das eleições, merecem repúdio dos democratas

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Veja)

O conhecido ícone do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, se manifestou neste domingo (21) sobre as declarações de Eduardo Bolsonaro, proferidas ainda antes do primeiro turno, dando conta de que bastariam “um soldado e um cabo” para fechar o Supremo Tribunal Federal. Para ele, o comentário “cheira a fascismo”.

“As declarações merecem repúdio dos democratas. Prega a ação direta, ameaça o STF. Não apoio chicanas contra os vencedores, mas estas cruzaram a linha, cheiram a fascismo. Têm meu repúdio, como quaisquer outras, de qualquer partido, contra leis, a Constituição”, disse FHC.

O comentário de Eduardo Bolsonaro foi em resposta a uma pergunta, em palestra na cidade paranaense de Cascavel, em 9 de julho, sobre se seria possível uma ação do Exército caso o STF impedisse uma eventual posse de Jair Bolsonaro como presidente eleito. O deputado disse: “Aí já está caminhando para um estado de exceção. O STF vai ter que pagar para ver e aí vai ser eles contra nós. (…) O pessoal até brinca lá, se quiser fechar o STF, sabe o que você faz? Você não manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo. Não é querendo desmerecer o soldado e o cabo. O que que é o STF, cara? Tipo, tira o poder da caneta de um ministro do STF, o que que ele é na rua? Se você prender um ministro do STF, acha que vai ter uma manifestação popular a favor do ministro do STF? Milhões na rua? Solta o Gilmar! Solta o Gilmar?“

Confira o vídeo:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.