fbpx
PUBLICIDADE

Político do PSOL associa expressão ‘Bolsonariano’ com ‘raça ariana’

Tarcísio Motta publicou crítica a seguidores de Jair Bolsonaro e acompanhou a mensagem com a hashtag #nazismonão; expressão, no entanto, se popularizou no início do ano e nunca trouxe referência ao racismo
Tarcísio Motta é vereador do Rio de Janeiro e foi candidato ao Governo do Rio em 2014 e 2018. Na foto, ele em bloco de carnaval. (Foto: Reprodução/Twitter)
Tarcísio Motta é vereador do Rio de Janeiro e foi candidato ao Governo do Rio em 2014 e 2018. Na foto, ele em bloco de carnaval. (Foto: Reprodução/Twitter)

O vereador do Rio de Janeiro Tarcício Motta (PSOL) publicou uma crítica no mínimo inusitada neste sábado (20) nas redes sociais contra apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL). [1]

Candidato derrotado nas eleições ao governo do Rio, Motta afirmou que os militantes de Bolsonaro se chamam de “BolsonArianos e BolsonArianas”, colocando por conta própria o A em maiúsculo.

Para provar a acusação, o psolista publicou uma captura de tela de um suposto grupo de apoio à Jair Bolsonaro onde há uma saudação aos membros.





“Referência triste na história mundial. Só não enxerga quem não quer!”, afirmou o político, que acompanhou a mensagem com a hashtag #nazismonão.

Foto: Reprodução/Twitter

A expressão “Bolsonariano”, no entanto, não encontra nenhuma referência ao nazismo ou à raça ariana. Ela se tornou popular após a música “Eu sou Bolsonariano”, com foco no Nordeste, viralizar nas redes sociais no início de 2018.

“Eu sou Bolsonariano, sou sim. É bom já ir se acostumando. Ninguém toma mais do mito, voto nele e repito: sou Bolsonariano”, diz o refrão, que acompanha que “Bolsonaro é cristão, é patriota, é família, é honesto e é correto. É por isso que eu voto, eu também sou nordestino, estou no caminho certo”.

 









O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama