fbpx

Parece piada: para defender Haddad, ex-ministro do PT diz que, se o partido perder, Brasil pode se tornar Venezuela

Jacques Wagner afirmou que seu partido jamais apoiou qualquer regime autoritário, limitando-se a defender a autodeterminação dos povos
Jacques Wagner (Foto: Agência Brasil)

O ex-ministro e ex-governador da Bahia Jacques Wagner (PT) declarou nesta segunda-feira (15), em defesa da candidatura de Fernando Haddad à presidência da República, que se o PT perder a eleição o Brasil poderá se tornar uma Venezuela. [1]

“Em 13 anos de governo do PT, a gente nunca trouxe a Venezuela para cá. Isso é papo. É só mais um clichê para tentar nos desgastar. A Venezuela chegará se a gente perder a eleição”, teria afirmado Wagner, hoje um dos principais articuladores de Haddad, em citação transcrita pelo portal UOL Notícias.

[wp_ad_camp_1]

Na ocasião, segundo o site, o petista também teria enfatizado que o PT nunca concordou com autoritarismo, mas apenas a “autodeterminação” dos venezuelanos.

Leia também:  Jornalista português é detido pela PF antes de manifestação bolsonarista

O candidato do PT à presidência, Fernando Haddad, também teria a mesma linha argumentativa para se defender das acusações da campanha de Bolsonaro que buscam associar o governo do partido ao regime venezuelano.

[wp_ad_camp_3]

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?