fbpx
PUBLICIDADE


Ódio: ao lado da presidente do PT, Boulos ameaça invadir casa de Bolsonaro

Ameaça se dá em meio à multidão e coloca em xeque a segurança do candidato, que mora com a esposa e a filha de sete anos no Rio de Janeiro; Boulos perdeu de Bolsonaro no primeiro turno

- Publicado no dia
Discurso de ódio: Guilherme Boulos (PSOL) ameaça de invasão casa onde Bolsonaro mora com sua família (Foto: Reprodução/Facebook)

Circula desde a tarde deste sábado (13) um vídeo na internet onde Guilherme Boulos, candidato do PSOL à presidência da República e que declarou apoio à Fernando Haddad (PT) no segundo turno, ameaça de invasão a casa de Jair Bolsonaro (PSL), líder das pesquisas de intenção de voto. [1][2]

Em cima de um trio elétrico, onde estavam também sua ex-candidata à vice Sonia Guajajara, e a presidente do PT, a deputada eleita Gleise Hoffmann, Boulos demonstra apoio ao grito da multidão que diz: “Ô Bolsonaro, presta atenção, sua casa vai virar ‘ocupação’ (sic)”.

Em seguida, o político complementa o coro e diz que “o MTST ocupa terreno improdutivo”.

“A casa do Bolsonaro não me parece uma coisa muito produtiva não”, afirma Boulos, para delírio da multidão.


PUBLICIDADE



No Twitter, Jair Bolsonaro manifestou-se sobre o vídeo. “Esta ameaça vai ser transmitida pela mídia ou só quando eu responder como defenderei minha família e propriedade, tentando me imputar novamente como o maior vilão do universo?”. [2]

Também na rede social, Guilherme Boulos manifestou-se sobre o assunto após a repercussão de Bolsonaro. Segundo ele, a declaração dada na Avenida Paulista, reproduzida no vídeo, foi uma ironia.

“Falta amor no mundo, mas também falta interpretação de texto”, escreveu Boulos, sem se desculpar.


ATUALIZADO às 8h22 do dia 15/10 para incluir a declaração de Guilherme Boulos.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.