fbpx
PUBLICIDADE


Bolsonaro compara sua situação com a de Moro: ‘não tem mais liberdade’

Segundo o presidenciável, tanto ele quanto o juiz vivem situação similar por precisarem de segurança; Bolsonaro também acusou Haddad de ameaçar a democracia

- Publicado no dia
Sérgio Moro (Foto: AFP / Evaristo Sá)

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) fez uma declaração em transmissão ao vivo neste domingo (14) comparando seus últimos dias à rotina do juiz Sérgio Moro. Segundo ele, Moro “não tem mais liberdade, praticamente situação como a minha”. [1]

A analogia se deve ao fato de que, diante do enfrentamento a criminosos importantes, Moro “tem menos liberdade que um cara que está com tornozeleira aí”, não podendo passear com a família por ser ameaçado de morte. Depois da facada, Bolsonaro diz estar se sentindo com restrições muito parecidas.

No mesmo vídeo, ele elogiou o comportamento de juízes da Lava Jato como o próprio Moro e Marcelo Bretas, da 7ª vara federal do Rio de Janeiro, e apareceu ao lado de sua mulher, Michelle Bolsonaro, e duas professoras de Libras (Linguagem Brasileira de Sinais), que foram identificadas apenas como Adriana, da UFRJ, e Priscila, da PUC-SP.

Entre outras coisas, Bolsonaro afirmou que o oponente, o petista Fernando Haddad, é a verdadeira ameaça à democracia, ao demonstrar sua afinidade por temas como marxismo e União Soviética. Também rebateu a acusação de ter votado contra o Estatuto da Pessoa com Deficiência, alegando que o que efetivamente fez foi votar contra um ponto do projeto que concedia privilégios às pessoas LGBT. Confira o vídeo:


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.