fbpx
PUBLICIDADE

Bolsonaro anuncia ministros se for eleito: Guedes assume Fazenda e Planejamento

Candidato à presidência da República pelo PSL encontrou-se com apoiadores e lideranças políticas em evento no Rio de Janeiro nesta quinta-feira (1), agradeceu os votos no Nordeste e os resultados do primeiro turno
Jair Bolsonaro vestiu chapéu de nordestino para agradecer votação no Nordeste (Foto: Folha de S. Paulo)

Jair Bolsonaro vestiu chapéu de nordestino para agradecer votação no Nordeste (Foto: Folha de S. Paulo)

O candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) anunciou nesta quinta-feira (11) em evento no Rio de Janeiro alguns nomes que assumirão ministérios se eleito.

“Em Brasília, vamos ter companheiros de outros partidos. Como aqui Onix Lorenzoni, (DEM) que será nosso Ministro Chefe da Casa Civil, assim como anuncio o Ministro da Fazenda e do Planejamento – em um só ministério – o Paulo Guedes. Na defesa, teremos o General Augusto Heleno”, adiantou, frisando que aguardará o resultado das urnas para seguir conversando e definir outras posições.

Em seu discurso, Bolsonaro rebateu acusações de racismo e preconceito e frisou que seu partido elegeu negros e mulheres no primeiro turno com grande votação, entre eles o deputado federal mais votado do Rio de Janeiro, Helio Bolsonaro.





“As duas mulheres mais votadas do Brasil estão em São Paulo. É a [deputada federal eleita] Joice [Hasselmann] e a [deputada estadual eleita] Janaina [Paschoal]. É a força da mulher no PSL”, disse, ao lado de Luciano Bivar, fundador da legenda.

O candidato também agradeceu o Nordeste pela “maravilhosa votação” que obteve lá. “Nunca, em quatro eleições que a oposição ao PT se fez presente, tivemos uma votação tão grande como essa. Das nove capitais, ganhamos em cinco. Isso não tem preço e mostra que o nordestino está se livrando das amarras da esquerda. Nós queremos somar riquezas, e não dividir pobreza”, disse.

Ao longo de sua fala, Bolsonaro também ressaltou a importância de não recuar em suas bandeiras, entre elas à facilitação da posse de armas de fogo ao cidadão. Sobre o porte, defendeu a flexibilização da legislação atual, sem especificar.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama