PSDB deve ficar neutro no segundo turno, diz Valor Econômico

Os tucanos estão divididos e demonstram dificuldade de definir a qual dos dois candidatos apoiarão; pode ser a primeira vez desde 2002 em que não figurarão no segundo turno

- Publicado no dia
(Foto: Evaristo Sa / AFP)

O Partido da Social Democracia Brasileira protagonizou as eleições dos últimos anos no país, sempre enfrentando o PT no segundo turno. A menos de uma semana das eleições, o cenário não é nada confortável para a legenda, que perdeu o monopólio do antipetismo e vê reduzidas suas chances de continuar no pleito. Diante disso, o PSDB se prepara para um cenário em que esteja fora da disputa pelo poder. [1]

Segundo o Valor Econômico, em publicação desta segunda-feira (1), a legenda se manterá neutra no segundo turno, liberando os filiados. “A campanha de Geraldo Alckmin está com infiltração bolsonarista no telhado e nas paredes”, diz o texto, “mas o PSDB deve liberar o voto de seus militantes no segundo turno, se o candidato do partido ficar pelo caminho”.

A nota menciona que tanto Jair Bolsonaro (PSL) quanto Fernando Haddad (PT) têm dificuldades para atrair o apoio dos tucanos. Haddad, no entanto, teria a simpatia dos tucanos mais velhos, enquanto Bolsonaro teria a aprovação de quem “está na rinha eleitoral”.


PUBLICIDADE



Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.