SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



NOVO muda planos de 7 de setembro em virtude do atentado a Jair Bolsonaro

Partido que lança João Amoêdo à presidência da República pediu também “cuidado e respeito” aos apoiadores e ativistas que forem participar de atos neste Dia de Independência

- Publicado no dia
Christian Lohbauer e João Amoêdo são candidatos a vice e a presidente da República pelo NOVO. (Foto: Divulgação)

O Partido Novo emitiu na manhã desta sexta-feira (7) uma nota oficial pedindo a desmobilização dos atos previstos para o Dia da Independência. A solicitação ocorre em virtude do atentado à vida de Jair Bolsonaro (PSL), candidato à presidência da República líder nas pesquisas de intenção de voto e que foi esfaqueado nesta quinta-feira (6) em Juiz de Fora (MG).

Na nota, o NOVO explica que havia preparado o que chamou de “uma ação nacional”, mas que “em função do inaceitável ataque ao candidato Jair Bolsonaro e à democracia”, estava orientando que “as ações de hoje que não puderem ser desmobilizadas, sejam transformadas em ações em prol da união nacional, por mais tolerância e contra a radicalização”.


PUBLICIDADE



O partido que lança João Amoêdo à presidência da República também orientou aos seus apoiadores “que venham a participar de algum evento no dia de hoje” demonstrem “cuidado e respeito pelo delicado momento que estamos vivendo”.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também