fbpx
PUBLICIDADE

Amoêdo afirma que pretende dispensar residências oficiais

O pré-candidato prometeu dispensar o uso do Palácio da Alvorada como parte de sua luta e de seu partido contra os privilégios dos políticos e funcionários públicos
João Amoedo (Foto: Reprodução / Site pessoal)
João Amoedo (Foto: Reprodução / Site pessoal)

O candidato à presidência pelo Partido Novo, João Amoêdo, disse neste domingo (26) que não morará nas residências oficiais caso eleito. A medida seria uma das atitudes que a legenda defenderia para testemunhar a bandeira do combate a privilégios. [1]

“Tem três coisas que eu quero fazer logo no início: a primeira coisa é dar o exemplo, que a gente vai para lá para cortar privilégios, cortar benefícios. Então, é não morar em palácio, não usar cartão coorporativo, não usar o avião da FAB para coisas pessoais e reduzir assessores”, resumiu o engenheiro.

Além de não ir ao Palácio da Alvorada, Amoêdo também disse que sua equipe de ministros não passará o número de doze.





Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama