PUBLICIDADE


Amoêdo afirma que pretende dispensar residências oficiais

O pré-candidato prometeu dispensar o uso do Palácio da Alvorada como parte de sua luta e de seu partido contra os privilégios dos políticos e funcionários públicos

- Publicado no dia
João Amoedo (Foto: Reprodução / Site pessoal)

O candidato à presidência pelo Partido Novo, João Amoêdo, disse neste domingo (26) que não morará nas residências oficiais caso eleito. A medida seria uma das atitudes que a legenda defenderia para testemunhar a bandeira do combate a privilégios. [1]

“Tem três coisas que eu quero fazer logo no início: a primeira coisa é dar o exemplo, que a gente vai para lá para cortar privilégios, cortar benefícios. Então, é não morar em palácio, não usar cartão coorporativo, não usar o avião da FAB para coisas pessoais e reduzir assessores”, resumiu o engenheiro.

Além de não ir ao Palácio da Alvorada, Amoêdo também disse que sua equipe de ministros não passará o número de doze.


PUBLICIDADE


★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.