PUBLICIDADE


Amoêdo chega a 2% nas pesquisas e simpatizantes falam em ‘onda laranja’

Candidato presidencial do Partido Novo está à frente de outros candidatos minoritários que aparecem nos debates, como Henrique Meirelles e Cabo Daciolo

- Publicado no dia
João Amoêdo (Foto: Reprodução / Veja)

Uma novidade animou os simpatizantes e militantes da candidatura presidencial do engenheiro João Amoêdo e seu Partido Novo nesta quarta-feira (22). O candidato conseguiu atingir a marca dos 2% de intenções de voto na pesquisa do Datafolha e os simpatizantes afirmaram que começou uma “onda laranja”. [1]

Noticiando a conquista, que coloca Amoêdo à frente de nomes como Henrique Meirelles (MDB) e Cabo Daciolo (Patriota), presentes nos debates televisivos e com 1% cada, bem como está pouco atrás de Álvaro Dias (Podemos) e Ciro Gomes (PDT), que têm, respectivamente, 3% e 5%.


PUBLICIDADE



O crescimento de João Amoedo foi comemorado nas redes sociais com demonstrações de otimismo. O próprio site O Antagonista disse que “se ele pudesse participar dos debates, teria mais do que isso”. Gustavo Ramos, um dos administradores da página do partido no Facebook, por exemplo, foi um dos que se manifestaram, dizendo que a imprensa começou a entender o fenômeno da “onda laranja”.

“Mesmo desconhecido por cerca de 75% das pessoas e ainda fora dos debates e da cobertura da mídia, João Amoêdo está em 5º na pesquisa, empatado dentro da margem de erro com Álvaro Dias e Haddad. O potencial de crescimento do candidato do NOVO é gigante”, analisou Ramos. Porém, muitos outros admiradores comentaram que a onda está só começando e que acreditam em ascensão ainda maior nas pesquisas.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Leia também:  NOVO celebra avanço de reformas na Câmara, mas quer manter poderes da Receita Federal
Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.