fbpx
PUBLICIDADE

ONU recomenda candidatura de Lula e Bolsonaro fala em tirar país do ‘conselho’

Candidato à presidência pelo PSL teria afirmado na formatura de cadetes da AMAN que a ONU é uma "reunião de comunistas"; pelas redes sociais, pediu saída de 'conselho'
Jair Bolsonaro na Academia Militar das Agulhas Negras, onde são formados oficiais do Exército Brasileiro (Foto: G1)
Jair Bolsonaro na Academia Militar das Agulhas Negras, onde são formados oficiais do Exército Brasileiro (Foto: G1)

O candidato à presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, publicou no final da manhã deste sábado (17) em suas redes sociais que “já teria tirado o Brasil do conselho da ONU”, sem especificar se se referia ao conselho de Direitos Humanos ou à própria organização. [1]

A publicação foi motivada após a notícia de que o Comitê de Direitos Humanos da entidade recomendou que seja liberada a candidatura de Lula, preso por corrupção, à presidência. Lula está impedindo pois foi condenado em segunda instância, sendo barrado pela Lei da Ficha Limpa, que ele mesmo promulgou. [2]

De acordo com o que veiculado pelo jornal O Globo, Bolsonaro reafirmou o posicionamento em discurso proferido na cerimônia de formatura de cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras, que ocorreu também neste sábado (18). [3][4]





“Se eu for presidente eu saio da ONU, não serve pra nada esta instituição”, teria afirmado o candidato do PSL, complementando que a entidade seria uma “reunião de comunistas” e “de gente que não tem qualquer compromisso com a América do Sul”.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama