fbpx
PUBLICIDADE


‘Não ia fazer falta’, diz Bolsonaro sobre ausência em votação da LDO

Atitude recebeu algumas críticas, assim como a de todos os demais pré-candidatos que não se mobilizaram contra medida que pode causar enorme prejuízo

- Publicado no dia
SD
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução / Evaristo Sá)

A ausência do deputado e pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro na votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, um dos elementos da chamada “pauta-bomba” que pode gerar prejuízo de mais de R$ 100 bilhões, levantou questionamentos. Ele ofereceu uma explicação ao Estadão no último dia 14. [1]

Segundo Bolsonaro, seu voto não poderia mudar o quadro: “Meu voto não ia fazer nenhuma falta lá. Nenhum deputado ia se indispor com milhares de servidores”. O parlamentar alegou ainda que precisava se preparar para a viagem de campanha que faria ao Pará e não queria ficar marcado por ter votado contra os servidores.

O colunista do Instituto Liberal, Luan Sperandio, foi um dos críticos da atitude do deputado, mas estendeu a crítica a todos os pré-candidatos à presidência que adotam o discurso do ajuste fiscal. Segundo o articulista, à exceção de João Amoêdo, do Partido Novo, que não fará coligações e criticou a medida, todos os demais se omitiram pensando nas alianças que precisarão fazer para governar.

“O legado fiscal que este Congresso deixará é a autodestruição do país – contando com a conivência de quem passará os próximos meses se vendendo como esperança para salvá-lo”, argumentou. [2]


PUBLICIDADE



+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.