PUBLICIDADE


Lembra dele? Sumido, justiça aperta o cerco contra youtuber ancap Dâniel Fraga

Influenciador digital fez sucesso no início da década defendendo princípios libertários e a adoção do Bitcoin; segundo o Portal do Bitcoin, youtuber foi proibido também de contratar serviços de internet

- Publicado no dia
O youtuber Dâniel Fraga fez sucesso no ínicio da década (Foto: Reprodução/Facebook)

O ex-youtuber Dâniel Fraga está proibido de sair do Brasil. A informação foi publicada originalmente pelo Portal do Bitcoin. [1]

Fraga fez sucesso no início da década difundindo em seu canal princípios libertários. Posteriormente, foi um dos primeiros a prever o crescimento dos bitcoins quando a moeda custava ainda menos de R$ 15 a unidade. Atualmente, cada moeda custa cerca de R$ 25 mil, o que leva muitos internautas a crerem de que ele tenha se tornado milionário.


PUBLICIDADE



De acordo com o Portal do Bitcoin, Fraga está sendo processado por dois auditores fiscais que se consideraram ofendidos após o youtuber afirmar que “a Receita Federal ensina a roubar”.

Como até hoje Dâniel Fraga não foi encontrado pela Justiça, a juíza do caso teria determinado, além da apreensão do passaporte, a suspensão do título de eleitor, o direito de ele contratar serviços de internet e ter uma carteira nacional de habilitação.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.