SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Depois de visitar Lula, Leonardo Boff idealiza ‘parentesco’ entre Moro e Trump

Ex-frei franciscano é um dos expoentes da Teologia da Libertação, corrente de interpretação da fé cristã com uma cosmovisão similar a dos socialistas e rechaçada pela Igreja Católica

- Publicado no dia
Leonardo Boff (de vermelho) em visita à sede da Polícia Federal onde está Lula (Foto: Reprodução/Folha)

O teólogo Leonardo Boff, ex-frei franciscano ligado à Teologia da Libertação, rechaçada pela Igreja Católica devido ao viés marxista, voltou a atacar nas redes sociais nesta quarta-feira (11). [1]

O líder espiritual do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o juiz Sérgio Moro e o presidente norte-americano Donald Trump possuem “algum parentesco psíquico”.

“[Trump] é destituído de qualquer sentido ético. [Moro] de qualquer sentido de direito. Ainda é tomado por uma mania persecutória a Lula”, afirmou o teólogo.


PUBLICIDADE



A declaração, porém, foi rechaçada por outros internautas. “Confesso que ainda tenho dúvida se você é extremamente idiota ou extremamente canalha”, afirmou uma usuária do Twitter. [2]

Admirador e próximo do ex-presidente, Leonardo Boff encontrou-se em maio com Lula na sede da Polícia Federal de Curitiba, onde o petista está preso.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também