João Amoêdo empata com Geraldo Alckmin em pesquisa espontânea

O pré-candidato à presidência pelo Partido Novo está ao lado do ex-governador de São Paulo e também de Álvaro Dias entre os nomes lembrados espontaneamente

- Publicado no dia
João Amoêdo (Foto: Reprodução / Gazeta Online)

O Partido Novo ressaltou na última quinta-feira (28) uma marca inédita para o seu pré-candidato à presidência, João Dionísio Amoêdo. Ele apareceu empatado com o tucano Geraldo Alckmin em uma pesquisa de intenções de votos que levou em consideração a reação espontânea dos eleitores, sem indicação dos nomes dos pré-candidatos.

A pesquisa é realizada pela Confederação Nacional de Indústrias (CNI), sendo por isso chamada CNI-Ibope. Os dados mostram que o engenheiro alcança a marca de 1% das intenções de voto na categoria dos votos declarados espontaneamente, mesma percentagem alcançada pelo ex-governador de São Paulo e também pelo ex-governador do Paraná, Álvaro Dias.

Marina Silva e Ciro Gomes aparecem com 2% cada e Jair Bolsonaro com 11%. A liderança ainda fica por conta do ex-presidente Lula, com 21% das intenções, mas que tem sua participação no pleito sob avaliação do STF e da Justiça Eleitoral, uma vez que foi condenado em segunda instância e está cumprindo pena de prisão.

Confira um vídeo divulgado pelo NOVO em que a Globo News comenta a pesquisa:


PUBLICIDADE



Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Leia também:  João Amoêdo pede prioridade do Estado no ensino básico em vez das faculdades

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.