fbpx
PUBLICIDADE


Editora é insultada por lançar livro ‘Comunismo para Crianças’, diz ‘Folha’

Obra de escritora alemã já gerou críticas internacionalmente; a editora Três Estrelas, que lança o livro no Brasil, também pertence ao Grupo Folha

- Publicado no dia
Imagens do livro (Foto: Reprodução / Forum Outspace)

A Editora Três Estrelas está recebendo críticas e insultos de diversas fontes, segundo a Folha de S. Paulo. O motivo é o anúncio do lançamento brasileiro do livro “Comunismo para Crianças”. [1]

O livro ilustrado foi escrito pela alemã Bini Adamczak e publicado originalmente em 2004. Segundo a matéria jornalística, a ideia do livro não é efetivamente explicar a doutrina comunista às crianças – o título seria uma brincadeira -, mas apenas oferecer uma explanação simplificada.


PUBLICIDADE



Nesta sexta-feira (23), a editora – que, vale dizer, é parte do próprio Grupo Folha – recebeu várias mensagens de repúdio e xingamentos por e-mail e redes sociais, além de ligações à sede e à assessoria de imprensa, e foi atacada pelo canal Terça Livre, no Youtube. Na interpretação da matéria, “as queixas à editora insistem que o livro é um instrumento de doutrinação para crianças e repudiam sua edição”.

A editora, Rita Mattar, diz que há um padrão nos ataques. As críticas se assemelham e repetem expressões como “cujo regime matou milhões de pessoas” para descrever o comunismo.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.



Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.