fbpx
PUBLICIDADE


Joel Pinheiro diz a Manuela D’Ávila na TV que ela é quase ‘advogada de Lula’

O economista liberal esteve entre os entrevistadores da pré-candidata do PCdoB durante o programa Roda Viva nesta segunda-feira (25)

- Publicado no dia
Joel Pinheiro da Fonseca (Foto: Reprodução / Forum Outerspace)

O Roda Viva desta segunda-feira (25) entrevistou a pré-candidata à presidência e deputada gaúcha Manuela D’Ávila, do PCdoB. Entre os entrevistadores, estava o economista liberal Joel Pinheiro da Fonseca, que chegou a dizer que ela estava se comportando como uma “advogada de Lula”.

Primeiro, Joel questionou de que forma ela aliaria sua defesa dos direitos humanos à vinculação ideológica do PCdoB com regimes que violam esses mesmos direitos. Manuela respondeu que seu partido pretende criar um “comunismo à brasileira”, diferenciado de todos os modelos já existentes.


PUBLICIDADE



Em seguida, Joel quis saber como ela pretende conciliar “um aumento substancial de gastos” com a escassez de medidas que aumentem a arrecadação. Manuela garantiu que “gasto público não é problema” e o aumento de impostos sobre grandes fortunas será suficiente. O clima, porém, esquentou mesmo quando ele perguntou sobre a validade da candidatura caso outro candidato “de esquerda” cresça mais, como Lula, de quem ela estaria se portando como “quase advogada”.

D’Ávila reagiu dizendo que não há provas contra Lula e Joel respondeu que isso “é mentira”. Indagada ainda sobre um “discurso de ódio” que promoveria contra os liberais, ela disse respeitar o liberalismo, mas “os liberais brasileiros foram abduzidos pelo fascismo”, como o Movimento Brasil Livre, que seria “divulgador de Fake News com financiamento desconhecido”. Também participaram da sabatina a jornalista Vera Magalhães, da Jovem Pan, que disse não acreditar no comunismo, e o diretor da Sociedade Rural e defensor de Bolsonaro, Frederico D’Ávila, que também adotou uma postura de enfrentamento.

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.