fbpx
PUBLICIDADE


Prefeito do Rio vai para o palco para construir museu sem dinheiro público

Marcelo Crivella está empenhado em construir memorial que relembrará o assassinato em massa de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra, um dos maiores atentados feitos pelo Estado moderno

- Publicado no dia
Maquete virtual prevê como será o Museu do Holocausto, a ser erguido em cartão postal do Rio de Janeiro com dinheiro privado (Foto: Reprodução/SBT)

O Prefeito do Rio de Janeiro voltou aos palcos na última quinta-feira (14) para ajudar na arrecadação de recursos para a construção do Museu do Holocausto, que será um dos marcos de sua gestão. Líder religioso e cantor gospel, Marcelo Crivella (PRB) prometeu que 100% do dinheiro necessário para a construção advirá do financiamento privado. [1]

“Aguardado por 25 anos, o projeto agora está se tornando realidade”, disse Crivella em seu Facebook. A pedra fundamental da obra foi lançada em julho do ano passado e ficará em um dos principais pontos do bairro de Botafogo, no Mirante do Pasmado, cartão postal da capital fluminense.


PUBLICIDADE



Na ocasião, Crivella afirmou que “a maior homenagem que se pode dar aos seis milhões [de judeus mortos pelo Estado nazista] não seria apenas erguendo o monumento”, mas sim bradando ao mundo a frase “Holocausto nunca mais”. Como se sabe, o holocausto foi um dos maiores atentados contra a liberdade individual feitos pelo Estado moderno. [2][3]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.