PUBLICIDADE


Ator de TV faz vídeo onde relata como agiria se comandasse um golpe

Dentre as medidas que tomaria, Sandro Rocha, atualmente no ar na RecordTV, estão a prisão do presidente Michel Temer e o recolhimento dos passaportes dos ministros do Supremo Tribunal Federal

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/Facebook

O tema da intervenção militar voltou às manchetes em virtude da eclosão da greve dos caminhoneiros, que parou o país no final de maio. [1]

Em virtude do tema, o ator Sandro Rocha, atualmente no ar na RecordTV, publicou um vídeo onde simula que tomou o controle do poder.

Em tom relativamente sério, Rocha demonstra suas ações fictícias se fosse um general interventor. Entre uma e outra, anuncia que prenderia Temer, demitiria os ministros do Supremo e faria professores de história com inclinação à esquerda serem aposentados compulsoriamente.

Assim como simulou Rocha, entre os grevistas havia grupos que defendiam que o Exército Brasileiro assumisse a política, destituísse o presidente e dissolvesse Congresso e o Supremo.


PUBLICIDADE



Até o momento, apenas na página “Grupo Ativistas de Direita”, que replicou o filme, o vídeo teve 2,6 milhões de visualizações.

+ Apoiador da greve sobe em tanque do Exército e pede intervenção: assista

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.