fbpx
PUBLICIDADE


Humorista ataca MBL e Kim Kataguiri responde: ‘Por que não aproveitou quando estava cara-a-cara comigo?’

Animosidade entre Kim Kataguiri, MBL e Ronald Rios teve início no “Pânico na Rádio”, transmitido pela Jovem Pan em abril; na ocasião, ex-repórter do CQC não escondeu discordâncias políticas do movimento

- Publicado no dia
Foto: Divulgação

O ativista Kim Kataguiri, coordenador nacional do Movimento Brasil Livre e que ganhou projeção após as manifestações de 2015, respondeu nesta quinta-feira (24) a uma provocação do humorista Ronald Rios no Twitter.

No último domingo (20), Rios afirmou que “o MBL [estava] puto da vida com o Facebook” porque as agências de checagem de fatos contratadas pela rede social atrapalhariam muito o movimento. Para Rios, a entidade “trabalha com não-fatos, alarmismo e delírio”. [1]


PUBLICIDADE



Em resposta, Kataguiri perguntou porque Ronald não fez essas acusações “quando esteve cara-a-cara” com ele na rádio Jovem Pan para lhe “desmascarar ao vivo”. “Fazer as acusações que você vive fazendo no Twitter? Tem 10x o meu tamanho e é covarde assim? Machão de internet é foda…”, concluiu. [2]

Origem da briga

A animosidade entre Kim, o MBL e Rios teve início após uma edição do “Pânico na Rádio”, transmitido pela Jovem Pan em abril, onde youtuber Arthur do Val e Kataguiri participaram ao lado do humorista, que já participou do CQC. No programa, breves comentários debochados de Rios aos posicionamentos dos ativistas geraram um clima de hostilidade.

“Você acha que chamar a [deputada] Maria do Rosário de defensora de bandido é um jeito certo de começar sua carreira política?”, provocou Ronald Rios a Arthur, que defendia o fim do regime semiaberto. Surpreso pelo tom do questionamento, Kim ajudou o amigo e respondeu na ocasião: “Falar a verdade é uma excelente maneira de começar uma carreira política”.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.