fbpx
PUBLICIDADE

Para conquistar eleitorado de Bolsonaro, Alckmin pode facilitar porte de armas

De acordo com o jornal 'O Globo', pré-candidato à presidência da república pelo PSDB está de olho em estratégias para reconquistar o eleitorado tucano perdido especialmente na zona rural
O governador Geraldo Alckmin foi um dos convidados do evento da corrente "PSDB: Esquerda pra Valer", ocorrido em outubro. (Foto: Reprodução/Facebook)
O governador Geraldo Alckmin foi um dos convidados do evento da corrente “PSDB: Esquerda pra Valer”, ocorrido em outubro. (Foto: Reprodução/Facebook)
PUBLICIDADE

O pré-candidato à presidência da república Geraldo Alckmin (PSDB) está disposto a flexibilizar o seu discurso em relação ao porte de armas. Inicialmente, a medida seria voltada à zona rural. A informação foi publicada originalmente pelo jornal O Globo. [1]

PUBLICIDADE

Segundo a publicação, Alckmin teria afirmado que, no caso do campo, faz sentido facilitar o porte de armas pois “as pessoas estão mais distantes dos grandes centros urbanos”.

A medida, que ainda seria “embrionária” e precisaria ser desenvolvida, faria parte de um conjunto de estratégias para reverter a popularidade de Bolsonaro, que conquistou parte do eleitorado que antes era do PSDB. A mudança chama atenção pois Alckmin sempre se manifestou favorável ao estatuto do desarmamento.

PUBLICIDADE

Nesta quarta-feira (17), o pré-candidato confirmou também mais nomes de sua equipe econômica. Auxiliarão o tucano os economistas Edmar Bacha e Persio Arida, que fizeram parte da equipe que criou o Plano Real, na década de 1990. [2]

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama