fbpx
PUBLICIDADE

Organização diz que está promovendo maior série de eventos liberais desde 1888

Rede estudantil organizou entre março e abril mais de 20 conferências regionais em universidades pelo Brasil; segundo a entidade, série de eventos pró-liberdade é recorde desde a abolição da escravatura
Foto: Divulgação

O Students for Liberty Brasil afirmou em comunicado à imprensa que, desde a abolição da escravatura, em 1888, o Brasil nunca vivenciou série igual de eventos liberais. Entre março e abril, diz a entidade, foram 21 conferências em todas as regiões do país.

A rede estudantil, que congrega grupos de estudos e ativistas universitários, credencia o sucesso das conferências regionais à força de suas lideranças, todas bem treinadas. Nos eventos, diz o comunicado,  “ocorreram discussões sobre o futuro da liberdade no Brasil”.

Fernando Miranda, entrevistado pelo Boletim da Liberdade em 2017, que segue dirigindo o Students for Liberty Brasil, garantiu que o sucesso da fase atual faz tornar “impossível” lembrar dos liberais que, há pouco tempo, batalharam sozinhos, “levando ataques de todos os lados”.





“[Eles] corajosamente mantiveram vivo esse sentimento que criou um movimento capaz de estar presente em todo o território nacional”, concluiu.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama