fbpx
PUBLICIDADE

Students for Liberty denuncia opressão na Universidade de Brasília

Grupo liberal denunciou atos de vandalismo e hostilidade contra alunos que se recusaram a aderir a greve estudantil; ato foi realizado em solidariedade aos agredidos
Manifestação contra o governo Temer em 2016 na UnB (Foto: Estadão)

 

Manifestação contra o governo Temer em 2016 na UnB (Foto: Estadão)

O Students for Liberty Brasil publicou nesta segunda-feira (7) um alerta sobre a Universidade de Brasília (UnB). Segundo a entidade, “uma escalada autoritária vem tomando conta” da instituição de ensino devido a um movimento grevista entre os estudantes. [1]

O SFL repercutiu a informação de que alguns alunos “fizeram piquetes e impediram que estudantes, servidores e professores seguissem sua rotina”, chegando a invadir aulas em curso.





Um dos principais alvos teria sido o Centro Acadêmico de Agronomia, cuja maioria dos alunos seria contrária à paralisação. Para a organização, o espaço foi “completamente vandalizado”.

No Facebook, o Students for Liberty defendeu que os que não desejam se manifestar devem ter os mesmos direitos que os grevistas, e portanto sua decisão precisa ser respeitada.

“O debate político deve ser pautado pelo diálogo e pelo livre convencimento. Maioria ou minoria, um grupo político não pode atropelar direitos individuais. Acreditar que seu partido tudo pode contra todos não é nada além de autoritarismo”, publicaram.





Na manhã da mesma segunda-feira, o Movimento Reação Universitária realizou um ato em solidariedade aos professores e estudantes agredidos. Confira um vídeo do ato registrado pelo movimento:





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama