fbpx
PUBLICIDADE

Bernardinho não será candidato a governador, mas ganhará outra função

Ex-técnico da seleção brasileira de voleibol medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2004 e 2016 era uma das grandes expectativas do NOVO para as eleições de 2018 no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução / YouTube
Foto: Reprodução / YouTube
PUBLICIDADE

O ex-técnico da seleção brasileira de voleibol, Bernardo Rezende, mais conhecido como Bernardinho, não disputará as eleições de 2018. Após meses de expectativa de que ele poderia concorrer ao governo do Rio de Janeiro pelo Partido Novo, a legenda comunicou a notícia na manhã desta quarta-feira (2) pelo Facebook. [1]

PUBLICIDADE

De acordo com a nota, tratou-se de “uma decisão pessoal e que não havia como interferir diretamente”. Segundo o jornal O Globo, que repercutiu o anúncio, a decisão deixou um “rastro de desconfiança” entre Bernardinho e os dirigentes da legenda. O esportista teria, seguidas vezes, adiado a decisão, o que poderia ter atrapalhado o planejamento do partido. Curiosamente, o mesmo ocorreu em 2014, quando desistiu de ser candidato pelo PSDB. [2]

Leia também:  Partido Novo critica 'Centrão' por proposta de reforma eleitoral

Se confirmado, Bernardinho seria o último pré-candidato a governador anunciado pelo partido. Desde novembro de 2017, o NOVO já havia definido seus postulantes para governador em Minas Gerais (Romeu Zema), Rio Grande do Sul (Mateus Bandeira) e Distrito Federal (Alexandre Guerra). Em entrevista ao Boletim da Liberdade, o presidente do partido havia reafirmado a “expectativa grande” de que Bernardinho poderia se definir para algum cargo no Rio.

PUBLICIDADE

Nova função

Se, de um lado, Bernardinho não será candidato nessas eleições, de outro o medalha de ouro nas Olimpíadas de 2004 e 2016 ganhará nova função no partido. Palestrante no 1º Encontro Nacional da legenda, em 2015, Bernardinho irá se tornar agora um “embaixador” do partido.

Leia também:  Com críticas, ex-vice de Amoêdo em 2018 anuncia saída do NOVO

“Bernardinho estará na linha de frente de um dos grandes objetivos do NOVO nas eleições deste ano: o de eleger uma bancada de expressão no Congresso Nacional”, explicou a legenda na nota oficial.

Segundo a publicação, o técnico percorrerá todos os estados onde o partido lançará candidatos para “difundir os princípios e valores do partido, participando de eventos, dando palestras, inspirando os pré-candidatos a […] engajar os brasileiros a acreditar que a mudança é possível em 2018”.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama