SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Bolsonaro lidera pesquisa, mas perde para Joaquim Barbosa no segundo turno

O deputado ocupa o primeiro lugar nos diferentes cenários analisados, mas o ex-ministro triunfaria se ambos avançassem ao segundo turno; porém, Bolsonaro venceria Alckmin

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Gazeta do Povo)

Uma nova pesquisa feita por telefone, realizada pela empresa jornalística Data Poder 360, identificou neste sábado (21) que, com a presença do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa no pleito, a disputa pela presidência da República pode ser protagonizada pelos dois JBs: ele, que é ventilado pelo PSB, e Jair Bolsonaro (PSL). O parlamentar venceria no primeiro turno, mas seria derrotado pelo ex-magistrado no segundo. [1]

Os dados mostram que o padrão se repete em dois diferentes cenários avaliados, ambos sem a presença do ex-presidente Lula e, portanto, com seus votos herdados por outros candidatos. Em uma das opções, em que os dois enfrentam um número menor de concorrentes (o pedetista Ciro Gomes, Marina Silva pela REDE, o petista Fernando Haddad e Álvaro Dias, do Podemos), Jair Bolsonaro venceria o primeiro turno com 22% dos votos e Barbosa o seguiria com 16%. Em um cenário que inclui nomes menos expressivos nos índices (Guilherme Boulos pelo PSOL e Manuela D’Ávila do PCdoB em um campo considerado de “esquerda”, o ex-presidente Fernando Collor pelo PTC, Guilherme Afif pelo PSD e o liberal João Amoêdo pelo Partido Novo), a modificação é pequena: 20% contra 13%.


PUBLICIDADE



Avançando ambos para o segundo turno, aí Joaquim Barbosa, de acordo com as pesquisas, triunfaria por uma diferença de 37% a 32%. Há, porém, um detalhe de extrema importância nessa pesquisa: o percentual de votos nulos ou indecisos soma 25%, o que significa que é maior que as intenções de voto de qualquer um dos candidatos isolados. Esse número pode fazer a diferença na hora da decisão.

A pesquisa também simulou uma disputa entre Bolsonaro e Geraldo Alckmin (PSDB) em um eventual segundo turno e, neste caso, Bolsonaro venceria por 41% contra 18% do ex-governador de São Paulo. Foram entrevistadas 2 mil pessoas entre 16 e 19 de abril, com 16 anos ou mais, em 278 cidades de todas as regiões do país, com margem de erro de 2,2%, para mais ou para menos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail




Leia também