SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     YOUTUBE



Gustavo Franco afirma que eleição de Bolsonaro seria péssima para a economia

O economista, ícone do Plano Real, acredita que a candidatura do parlamentar não apresenta identidade real com os princípios liberais

- Publicado no dia
Gustavo Franco (Foto: Reprodução / Folha)

Presidente da fundação do Partido Novo e ícone histórico do Plano Real, o economista Gustavo Franco concedeu entrevista ao Infomoney. Na matéria, publicada nesta segunda-feira (16), ele faz uma avaliação bastante negativa da possibilidade de uma eleição do deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato à presidência da República pelo Partido Social Liberal. [1]

Para Franco, os esforços de Bolsonaro por se afeiçoar mais às teses liberais, exemplificado pelo anúncio de que o economista Paulo Guedes é sua pretensão para o ministério da Fazenda, não são genuínos. “É mais uma jogada oportunista, pois não creio que Bolsonaro tenha nenhuma afinidade com agendas pró-mercado”, afirmou.


PUBLICIDADE


Ele também complementou com uma declaração bastante firme: “E, a julgar pelas pesquisas de agora, o risco de vitória desse populismo nacionalista militarista é ponderável e preocupante. Acho que será péssimo para a economia”. Como membro do NOVO, Franco acredita que o candidato que representa “de forma mais orgânica e legítima”, por natureza, as ideias reformistas pró-mercado é o pré-candidato de seu partido, João Amoêdo. Franco frisou a necessidade da Reforma da Previdência, privatizações, medidas de abertura comercial e um aprofundamento da Reforma Trabalhista.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail




Leia também