fbpx
PUBLICIDADE


Caso Marielle: Ativista liberal do RJ conclama liberais a terem mais firmeza

Em publicação pública no Facebook, Cecília Lopes – coordenadora do Students for Liberty e ligada ao Livres – afirmou que “só o PSOL no Rio de Janeiro tem coragem de denunciar os abusos pelos quais os cariocas passam”

- Publicado no dia
Cecília Lopes e o economista David Friedman, filho do Nobel de economia Milton Friedman (Foto: Reprodução/Facebook)

A ativista liberal Cecília Lopes, também coordenadora do Students for Liberty Brasil e ligada ao Livres, fez uma dura publicação na manhã desta quinta-feira (15) em seu perfil no Facebook. Inspirada pela repercussão do assassinato de Marielle Franco, ela defendeu que os liberais “façam uma oposição verdadeiramente forte” e reclamou da omissão do movimento liberal em temas como o abuso policial e as milícias que atuam no estado.

“O trágico assassinato de Marielle Franco mostrou algo que falo há tempos: só o PSOL em nosso estado tem coragem de denunciar os abusos pelos quais os cariocas – principalmente os moradores das favelas e periferias – passam”, escreveu, perguntando em seguida: “Quando vocês fizeram uma oposição verdadeiramente forte contra a milícia, a bancada evangélica, o PMDB e o abuso policial encabeçado pela PM?”


PUBLICIDADE



Estudante de economia, Cecília afirmou também que “os liberais de outrora foram os primeiros a se levantar contra o autoritarismo, vindo de onde viesse, mesmo que custasse suas vidas” e que “ser liberal não é ser apenas contra a opressão do estado, mas contra tudo e todos que ajam como ele ou através dele”.

“Espero que a tragédia de ontem abra os olhos do nosso movimento, para que todos juntos lutemos por uma sociedade onde todos possam ser de fato livres, sem medo do governo, sem medo da polícia e sem medo das forças supra-estatais que copiam sua truculência”, disse.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.



Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.