PUBLICIDADE


Pró-Monarquia publica nota negando aceno de Dom Betrand a Alckmin

A página Pró-Monarquia, gerida pela Casa Imperial do Brasil, manifestou-se oficialmente apenas nesta terça-feira (6) contestando o teor da matéria publicada pela ‘Folha de S. Paulo’

- Publicado no dia
(Foto: Beto Barata / Editora Globo)

A página Pró-Monarquia, gerida pela Casa Imperial do Brasil, manifestou-se nesta terça-feira (6) sobre a suposta preferência de Dom Bertrand a Alckmin em vez de Jair Bolsonaro para assumir a presidência da república. A polêmica nasceu fruto de uma reportagem originalmente publicada pelo jornal Folha de S. Paulo.

Em nota oficial assinada pelo presidente da entidade, José Guilherme Beccari, a reportagem do jornal –  que também foi repercutida em vários veículos, entre eles o Boletim da Liberdade – “excedeu as declarações de Dom Bertrand”.

Segundo a página Pró-Monarquia, Dom Bertrand não adotou, em momento algum, as posições subentendidas pela Folha de S. Paulo – como de preferência política. Ele teria dito principalmente que o tucano poderia ter sido eleito em 2006 caso tivesse sido mais firme, sem formalizar qualquer apoio político-partidário à sua candidatura em 2018.

Intitulado “Príncipe brasileiro faz aceno a Alckmin em reunião do movimento monarquista” e publicado no dia 1º, o texto apontava um suposto elogio do príncipe Dom Betrand ao governador tucano que pretende tentar mais uma vez a presidência da República e um receio quanto a Jair Bolsonaro.

Dom Bertrand é o segundo na linha de sucessão em caso de restauração monárquica do Brasil, atrás apenas de seu irmão Dom Luiz, também trineto de Dom Pedro II.


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.