fbpx
PUBLICIDADE

FHC: ‘Disputa de poder, não ideológica’ justifica PT e PSDB não terem se juntado

Presidente afirmou considerar Lula um "líder importante" e disse ser "completamente liberal em matéria de costumes", afirmando que "a direita reacionária" acha que a diversidade deve ser punida
FHC (Foto: Reprodução/YouTube)
PUBLICIDADE

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em entrevista ao cineasta Fernando Grostein Andrade publicada pelo jornal Folha de S. Paulo e no canal do YouTube de Andrade nesta quarta-feira (7), teceu comentários sobre Lula, PT, PSDB e Fernando Haddad. Em determinado momento da entrevista, FHC afirmou que “PT e PSDB nunca se juntaram por disputa de poder, não por disputa ideológica”.

PUBLICIDADE

“O PT tentou caracterizar o PSDB sempre como de direita. E não é verdade”, disse. “Agora abriu espaço para uma direita reacionária.”

Ao longo da entrevista, Fernando Henrique também afirmou que gosta de Fernando Haddad (ex-prefeito de São Paulo pelo PT e ex-ministro de Lula e Dilma) e que ele é “uma pessoa correta”. Haddad é cotado como um dos candidatos que o Partido dos Trabalhadores pode lançar em substituição a Lula.

PUBLICIDADE

Leia também:  Consultoria projeta resultado das prévias do PSDB, em novembro

Em tom simpático aos setores progressistas, Fernando Henrique disse que não queria “fazer crítica ao Lula, principalmente na situação em que se encontra agora” e que ele era um “líder importante”. O ex-presidente afirmou também ser “a favor das cotas” – embora afirme reconhecer que trata-se de uma “solução transitória”.

FHC se autointitulou “completamente liberal” no que chamou de “matéria de costumes”. “Acho que a diversidade tem que ser respeitada. O pessoal da direita reacionária não acha isso. E querem punir. Está errado! É perigoso”, opinou.

Sobre Jair Bolsonaro, pré-candidato à presidência da república pelo PSL, Fernando Henrique Cardoso afirmou que “está expressando um sentimento que está na rua, a questão da ordem”. No entanto, disse que não sabe o que Bolsonaro fará sobre o câmbio, educação e saúde. “Ele não disse nada. Eu acho que as pessoas têm que ter um pouco mais de coerência pra vida.”

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?