fbpx
PUBLICIDADE

Câmara aprova projeto que descentraliza regulação do Uber; apps comemoram

Ideias inicialmente aventadas e que poderiam acabar com os aplicativos no Brasil, como a obrigação de se utilizar placas vermelhas e obter prévia autorização, não prosperaram
(Foto: Divulgação: Uber)
(Foto: Divulgação: Uber)
PUBLICIDADE

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (28) o projeto de lei que regulamenta aplicativos de transporte como o Uber e o Cabify, especializados em conectar passageiros e motoristas. [1]

PUBLICIDADE

A regulação, que está sendo comemorada pelos aplicativos, como o Uber, não impõe aos motoristas a necessidade de se utilizar placas vermelhas e, principalmente, desobriga os prestadores de serviço a obter autorização prévia do poder público para operar.

Por outro lado, a medida prevê que municípios poderão fazer regulamentações específicas, entre elas a cobrança de tributos e seguros. Os motoristas também precisarão cumprir determinadas condições de operação de seus veículos (como, por exemplo, idade máxima do automóvel) e indicar junto ao DETRAN que exercem atividade remunerada.

PUBLICIDADE

Leia também:  China endurece regras para uso de videogames por menores

Com o resultado da votação, os principais aplicativos se manifestaram favoravelmente a medida. O Uber observou que a regulação “ouviu a voz dos 20 milhões de usuários e 500 mil motoristas parceiros”.

O projeto de lei agora precisará ser sancionado pelo presidente Michel Temer.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama