fbpx
PUBLICIDADE


Felipe Camozzato propõe cortar metade da verba dos vereadores em Porto Alegre

Vereador do Partido Novo planeja conseguir uma economia de R$ 3 milhões por ano, valor que poderia ser reinvestido em benefício da cidade

- Publicado no dia
(Foto: Divulgação / Felipe Camozzato)

Os vereadores do NOVO vêm defendendo a plataforma austera do partido em seus próprios gabinetes, mas o representante gaúcho Felipe Camozzato, de Porto Alegre, resolveu ir além. Ele quer impor essa austeridade a toda a Câmara Municipal e apresentou, nesta segunda-feira (19), uma proposta de redução de 50% da verba de gabinete de todos os seus colegas. [1]

O valor atual é de R$ 19,3 mil e cairá para R$ 9,7 mil, caso a medida seja aprovada. O presidente Valter Nagelstein (PMDB), segundo o Zero Hora, se teria mostrado favorável à proposta, que só precisa ser aprovada pela Mesa Diretora da Câmara, sem passar pelo Plenário.

A ideia de Camozzato é conseguir uma redução de R$ 3 milhões anuais com essa medida. Isso permitiria que esse valor seguisse no Executivo “para ser investido em melhorias na cidade”.


PUBLICIDADE



★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.



Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.