fbpx
PUBLICIDADE

Decreto de intervenção no Rio de Janeiro é aprovado pela Câmara

Com placar de 340 votos favoráveis e 72 contrários, decreto de intervenção do presidente Michel Temer seguirá agora para apreciação do Senado Federal
(Foto: Reprodução / Câmara dos Deputados)
PUBLICIDADE

Ao final de uma sessão que durou cerca de sete horas, a Câmara dos Deputados chancelou o decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro, determinado pelo governo Michel Temer. O placar final foi de 340 votos favoráveis, 72 contrários e uma abstenção.

PUBLICIDADE

Agora, a matéria segue para o Senado. A sessão começou por volta das 19h da segunda-feira (19) e terminou apenas em torno das 2h20 da terça-feira (20). Os parlamentares tiveram que enfrentar, antes do julgamento do mérito, requerimentos de adiamento da votação. Entre os deputados que votaram a favor da medida, o discurso da base governista ficou marcado pelo reconhecimento de que a intervenção não é uma solução definitiva, mas é um começo de resposta à população.

Alguns deputados também enfatizaram a importância do Rio de Janeiro como vitrine do Brasil e acusaram a oposição, composta por partidos como PT e PSOL, de agir contrariamente aos interesses do cidadão carioca. Já os parlamentares oposicionistas alertaram para aspectos supostamente autoritários da medida e para os riscos que representaria para a segurança da população dos morros e regiões mais carentes do estado. A previsão é de que o Senado comece a apreciar o decreto ainda hoje.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama