fbpx
PUBLICIDADE


Bolsonaro processará Marco Antonio Villa após ser chamado de nazista

O historiador e comentarista da Jovem Pan acusou o deputado e provável candidato à presidência de ser adepto da doutrina do partido de Hitler

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Notícias ao minuto)

Em vídeo publicado no Youtube no último dia 9, o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC/RJ) avisou que a família Bolsonaro processará o historiador Marco Antonio Villa, comentarista da Jovem Pan. Villa havia afirmado que Bolsonaro é “nazista”.

“Ele não é fascista, que é uma outra coisa, ele é nazista”, teria frisado Villa. Ainda segundo ele, a candidatura Bolsonaro “estampou uma extrema direita nazista, e não fascista, que existia na sociedade brasileira, mas que tinha vergonha”, afirmou, dizendo que banqueiros “traidores da pátria” estão apoiando Bolsonaro. Flávio Bolsonaro, ao comentar as declarações, chamou Villa de “Vil” e disse que o comentarista cometeu um crime.


PUBLICIDADE



O filho de Jair frisou a simpatia que a família Bolsonaro nutre por Israel e pelos judeus e terá “que provar na justiça por que Bolsonaro é nazista”. A Associação Sionista Brasil-Israel saiu em defesa de Bolsonaro no último dia 13, repudiando com veemência as declarações de Villa. [1]

A nota reconhece em Bolsonaro “um amigo, um admirador da cultura e tradições judaicas e um defensor da soberania do estado de Israel”, acrescentando que o gesto de Villa “aponta seu dedo para boa parte da comunidade judaica” que apoia Bolsonaro “e se sente ofendida com este ataque desproporcional e histérico”. Confira a íntegra do vídeo de Flávio Bolsonaro, comentando as declarações de Villa:

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.