SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Bolsonaro processará Marco Antonio Villa após ser chamado de nazista

O historiador e comentarista da Jovem Pan acusou o deputado e provável candidato à presidência de ser adepto da doutrina do partido de Hitler

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Notícias ao minuto)

Em vídeo publicado no Youtube no último dia 9, o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC/RJ) avisou que a família Bolsonaro processará o historiador Marco Antonio Villa, comentarista da Jovem Pan. Villa havia afirmado que Bolsonaro é “nazista”.

“Ele não é fascista, que é uma outra coisa, ele é nazista”, teria frisado Villa. Ainda segundo ele, a candidatura Bolsonaro “estampou uma extrema direita nazista, e não fascista, que existia na sociedade brasileira, mas que tinha vergonha”, afirmou, dizendo que banqueiros “traidores da pátria” estão apoiando Bolsonaro. Flávio Bolsonaro, ao comentar as declarações, chamou Villa de “Vil” e disse que o comentarista cometeu um crime.


PUBLICIDADE



O filho de Jair frisou a simpatia que a família Bolsonaro nutre por Israel e pelos judeus e terá “que provar na justiça por que Bolsonaro é nazista”. A Associação Sionista Brasil-Israel saiu em defesa de Bolsonaro no último dia 13, repudiando com veemência as declarações de Villa. [1]

A nota reconhece em Bolsonaro “um amigo, um admirador da cultura e tradições judaicas e um defensor da soberania do estado de Israel”, acrescentando que o gesto de Villa “aponta seu dedo para boa parte da comunidade judaica” que apoia Bolsonaro “e se sente ofendida com este ataque desproporcional e histérico”. Confira a íntegra do vídeo de Flávio Bolsonaro, comentando as declarações de Villa:

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail




Leia também