fbpx
PUBLICIDADE


Cariocas pedem intervenção federal no Rio de Janeiro e afastamento de Pezão

Ativista em segurança pública Roberto Motta, ligado ao Movimento Brasil Livre, pediu a intervenção federal e o afastamento do governador Luiz Fernando Pezão para resolver a crise de segurança pública no estado

- Publicado no dia
Governador Luiz Fernando Pezão, do PMDB (Foto: Veja)

Um grupo de cariocas iniciou uma mobilização nesta quinta-feira (15) para pedir a saída imediata do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e uma intervenção federal no Rio de Janeiro para dar fim ao clima de insegurança generalizado que chegou ao ápice no carnaval. Quem anunciou a medida foi o ativista em segurança pública Roberto Motta, alinhado a ideias liberais e atualmente ligado ao MBL.

Em transmissão ao vivo no Facebook, Motta explicou que é possível uma intervenção federal durante 60 dias em caso de estado de defesa. Segundo ele, seria uma oportunidade de se fazer uma “guerra contra o crime”, convocando “todos os nossos policiais e toda a nossa sociedade”.


PUBLICIDADE



Ao fim, Motta explicou que os cariocas não podem esperar até 2019 para que “alguma coisa séria seja feita no Rio de Janeiro” e pediu ao presidente Michel Temer que “não deixasse os cariocas abandonados”.

Assista:

O Boletim da Liberdade entrevistou Roberto Motta no início do ano com exclusividade. Já foram divulgadas as duas primeiras partes da entrevista. Em uma delas, Motta fala sobre suas ideias sobre segurança pública. Assista:

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.



Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.