fbpx
PUBLICIDADE

Cariocas pedem intervenção federal no Rio de Janeiro e afastamento de Pezão

Ativista em segurança pública Roberto Motta, ligado ao Movimento Brasil Livre, pediu a intervenção federal e o afastamento do governador Luiz Fernando Pezão para resolver a crise de segurança pública no estado
Exército Brasileiro em operação no Rio de Janeiro (Foto: Agência O Globo)
Governador Luiz Fernando Pezão, do PMDB (Foto: Veja)

Um grupo de cariocas iniciou uma mobilização nesta quinta-feira (15) para pedir a saída imediata do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e uma intervenção federal no Rio de Janeiro para dar fim ao clima de insegurança generalizado que chegou ao ápice no carnaval. Quem anunciou a medida foi o ativista em segurança pública Roberto Motta, alinhado a ideias liberais e atualmente ligado ao MBL.

Em transmissão ao vivo no Facebook, Motta explicou que é possível uma intervenção federal durante 60 dias em caso de estado de defesa. Segundo ele, seria uma oportunidade de se fazer uma “guerra contra o crime”, convocando “todos os nossos policiais e toda a nossa sociedade”.

Ao fim, Motta explicou que os cariocas não podem esperar até 2019 para que “alguma coisa séria seja feita no Rio de Janeiro” e pediu ao presidente Michel Temer que “não deixasse os cariocas abandonados”.





Assista:

O Boletim da Liberdade entrevistou Roberto Motta no início do ano com exclusividade. Já foram divulgadas as duas primeiras partes da entrevista. Em uma delas, Motta fala sobre suas ideias sobre segurança pública. Assista:





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama