fbpx
PUBLICIDADE


Movimento Brasil Livre resume realizações do começo de 2018

O MBL relacionou quatro iniciativas que já realizou no primeiro mês do ano, entre ações contra políticos e manifestações contra Lula ou pelos aplicativos de transporte

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Facebook)

O Movimento Brasil Livre divulgou uma lista com quatro ações consideradas de peso que foram tomadas apenas neste início de 2018. O objetivo do movimento popular é demonstrar que segue em atividade e convidar os leitores a contribuírem. [1]

A primeira ação mencionada é a ação “contra declaração terrorista de Gleisi Hoffmann”. No último dia 17, foi noticiado que o MBL entraria com a medida, com base na Lei de Segurança Nacional, pela declaração “Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente”. A ação tem assinatura de Kim Kataguiri. [2]

O segundo feito é a ação contra a posse como deputado de Nelson Nahim (PSD-RJ), suplente da coligação de Cristiane Brasil (PTB-RJ) caso ela assuma o Ministério do Trabalho. Nahim foi condenado a doze anos de prisão por estupro de vulnerável e preso duas vezes por envolvimento em exploração sexual de menores, segundo O Globo. [3]

O MBL finaliza ressaltando suas manifestações pela justiça e pela Lava Jato contra o ex-presidente Lula e em defesa do livre mercado e dos aplicativos de transporte.


PUBLICIDADE



+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.