PUBLICIDADE


Flavio Rocha reage a ataque de Guilherme Boulos: ‘vai explicar na justiça’

Dono da Riachuelo não gostou da acusação de que sua empresa foi condenada por trabalho escravo e vai processar o líder do MTST

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Revista Fórum)

O empresário Flavio Rocha, dono da Riachuelo, foi atacado no Twitter pelo líder do MTST, Guilherme Boulos, depois de fundar o movimento “Brasil 200 anos”. Em vídeo divulgado na segunda (22), Rocha não o deixou sem resposta.

Segundo Rocha, o que Boulos fez foi atacá-lo “gratuitamente” por expor sua “visão de mundo”, tendo o atrevimento de inventar que a Riachuelo foi alvo de condenação na justiça por “trabalho escravo”. O empresário destacou que é difícil manter um debate elevado com a “extrema esquerda brasileira”, e que Boulos e seu movimento prejudicam “a vida do trabalhador mais humilde”. O tweet de Boulos, que segue abaixo, foi apagado na conta do ativista.


PUBLICIDADE


(Foto: Reprodução / O Diário Nacional)

“Vamos cobrar essa irresponsabilidade nas barras da Justiça. Já designei um advogado e você vai explicar que história é essa de que a Riachuelo usa trabalho escravo”, disse Rocha, prometendo uma resposta nos tribunais. Confira a íntegra do vídeo:

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.