fbpx
PUBLICIDADE

Livres divulga nota de repúdio contra ameaça de Lula à imprensa

Declaração do ex-presidente no Twitter assustou militantes do Livres, que a consideraram como "ameaça ou tentativa de cerceamento da imprensa"
(Foto: Fabio Motta / Estadão)
Foto: Reprodução/Facebook

O movimento Livres, atualmente sem conexão partidária, divulgou na noite desta quarta-feira (17) em sua página no Facebook uma nota de repúdio contra a recente declaração do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva no Twitter. Na última terça-feira (16), Lula ameaçou a revista Veja dizendo que, caso volte à presidência, “vai haver uma regulação dos meios de comunicação” e que, por isso, a publicação deveria trabalhar para que ele não voltasse. [1]

A declaração de Lula chamou atenção por vir seguida de uma crítica à revista, que chamou de “central de mentiras”. Para o Livres, tratou-se de uma “grave ameaça à liberdade de imprensa no Brasil” e que a “regulação”, na prática, é um “nome brando para ‘controle’ ou mesmo ‘censura'”.

Ao longo da nota, o Livres citou exemplos de leis que restringiram a livre iniciativa no mercado da comunicação em países como a Venezuela, Argentina e mesmo o Brasil, durante o regime militar. “O objetivo de Lula (e de outros) é claro: evitar que qualquer veículo de mídia possa medir forças com o governo, exercendo seu papel de fiscalizar o poder público”, afirmou.





No fim do texto, o movimento concluiu que “repudia qualquer ameaça ou tentativa de cerceamento da imprensa” e que, “ao contrário do PT e de Lula”, acredita que “só um país livre pode prosperar e gerar oportunidades para as pessoas”.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama