fbpx
PUBLICIDADE

Grupo burla proibição de consumo de álcool construindo uma ‘ilha’

Em Coromandel, na Nova Zelândia, alguns amigos decidiram desafiar uma proibição durante as celebrações de réveillon; veja o que eles fizeram
(Foto: David Saunders / Facebook)

O fato inusitado aconteceu na Nova Zelândia, na Península de Coromandel. O consumo de álcool em locais públicos durante as celebrações do réveillon foi proibido. Por isso, um grupo de amigos tomou a criativa decisão de burlar a regra criando sua própria ilha, em um divertido ato de rebelião contra a determinação estatal.

Segundo informações replicadas pela BBC Brasil, eles ergueram uma estrutura de areia no estuário de Tairua no domingo à tarde, durante a maré baixa, e então a equiparam com uma mesa de piquenique e um refrigerador portátil. Os habitantes locais estariam fazendo piada com a situação, observando que eles conseguiram se localizar em “águas internacionais” e, portanto, estariam isentos da proibição. O grupo passou a noite da virada comemorando na “ilha” – claro, bebendo. [1]





Embora a violação da medida seja punida com prisão ou multa de US$ 180, as autoridades locais parecem ter interpretado a atitude do grupo com humor. O comandante da polícia local, o inspetor John Kelly, teria dito, por exemplo, que “Isso é que é pensar de forma criativa. Se eu soubesse, provavelmente teria participado também”.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama