Economista defende decisão dos EUA que acaba com a ‘neutralidade’ da rede

Indo na contramão de opiniões expressas na grande imprensa, Daniel Marchi defendeu que a atitude de Donald Trump foi correta e derrubou “medida burocrática”

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / IRIS)

No último dia 14, o governo de Donald Trump, como parte de um pacote de desregulamentação da economia, derrubou nos EUA uma medida implantada em 2015 sob a administração de Barack Obama, sendo o acesso à Internet considerado até então como de “utilidade pública”, a partir do chamado “princípio de neutralidade das redes”. Muitas vozes na grande imprensa, inclusive brasileira, questionaram a iniciativa. O economista Daniel Marchi, do Instituto Carl Menger, pensa diferente. [1]

Em breve artigo para o GaúchaZH, ele defendeu a decisão de Trump. “De repente, toda a liberdade de circulação de informações nas redes passou a depender dessa norma aprovada dois anos atrás e sua revogação seria o sinal verde para uma espécie de distopia empresarial para a Internet”, Marchi resumiu a opinião dos críticos de Trump. “As grandes corporações americanas, agora, teriam todo o incentivo para cobrar preços mais altos ao consumidor final e filtrar as informações indesejadas”. Para Marchi, essa teoria é completamente falsa e demonstra ignorância acerca do histórico de desenvolvimento da Internet.


PUBLICIDADE



“A bem da verdade, de meados dos anos 1990 até 2015, a Internet se desenvolveu extraordinariamente baseada em princípios de livre concorrência”, ele argumentou. “Um ambiente de inovação, respeito à propriedade e gestão eficiente permitiu que um leque incrível de serviços prosperasse, incluindo o sensível acréscimo de fontes de informação, bem como das redes sociais. Em mercados livres, é a demanda dos consumidores que guia os empresários”. A “neutralidade da rede” implantada por decisão de uma agência reguladora determinou a vedação da “gestão ativa e empresarial da infraestrutura de acesso”, sendo, ela sim, um obstáculo a tudo que permitiu o progresso na área.

Marchi definiu a investida da agência como uma medida “burocrática” e geradora de uma “ameaça de judicialização”. Logo, a medida de Trump seria mais liberal e efetiva. O economista concluiu fazendo uma comparação com o Brasil, em que ainda vigora a neutralidade da rede graças ao Marco Civil da Internet, propondo que observemos e comparemos as consequências nos dois contextos.

Confira também:

► CHEGOU A HORA DE APRENDER SOBRE BITCOINS EM UM GUIA OBJETIVO: Um treinamento para iniciar no mercado de criptomoedas e ganhar dinheiro.

► CRIE UM NEGÓCIO ONLINE E COMPLEMENTE A SUA RENDA. Siga o passo a passo para em 30 dias começar a faturar sem sair de casa.

► VOCÊ SABIA QUE EXISTE TÉCNICA PARA GANHAR NA LOTERIA? Quem comprou, não se arrependeu. 10 dias de garantia ou o seu dinheiro de volta

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.