PUBLICIDADE


Temer hesita sobre venda da Embraer e Bolsonaro decide não criticá-la

O presidente da República demonstrou hostilidade à ideia de ceder o controle da empresa; já o possível presidenciável teria recuado de crítica à venda

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Jornal GGN)

O Wall Street Journal noticiou que a empresa Boeing tem interesse em comprar a Embraer por nada menos que R$ 3,7 bilhões. Essa compra precisaria do aval do governo federal para ser levada adiante. Houve protestos de sindicalistas contrários à venda e isso parece ter surtido efeito sobre o presidente da República, Michel Temer.

Saudando o interesse da Boeing, Temer disse que “a injeção desse capital estrangeiro (…) será muito bem-vinda e muito bem recebida na Embraer”, mas “a dificuldade aqui reside à primeira questão de transferir o controle da Embraer para outra empresa”. Para o presidente, a Embraer “é brasileira, representa muito bem o Brasil aí fora e volto a dizer: muito bem-vinda a injeção de capital estrangeiro. Não se examina a questão da transferência”. [1]


PUBLICIDADE



Por outro lado, provável presidenciável Jair Bolsonaro, segundo a Coluna do Estadão, desistiu de criticar a possibilidade de venda, depois de consultar seu nome desejado para a Fazenda, Paulo Guedes. O site O Antagonista elogiou a atitude: “Quem disse que Bolsonaro não entende de economia?”. [2]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Leia também:  Ex-IMB, Gianluca Lorenzon defende postura do presidente Jair Bolsonaro

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.