fbpx
PUBLICIDADE


MBL lança vídeo perguntando até quando os brasileiros vão preferir ouvir ‘canalhas’

Filme divulgado nesta quarta-feira (29) pelo Movimento Brasil Livre faz uma retrospectiva histórica dos últimos 15 anos e alerta o fato de os brasileiros terem ignorado especialistas “responsáveis”

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/Facebook

O Movimento Brasil Livre divulgou no início da tarde desta quarta-feira (29) um vídeo onde faz uma retrospectiva histórica dos últimos 15 anos do Brasil. Destacando os anos de 2002, 2006, 2008 e 2017, o MBL traçou um paralelo entre o que especialistas alertavam que poderiam ocorrer e o que efetivamente ocorreu, destacando o fato de não terem sido ouvidos pela população.

Ao fim, o movimento propôs uma reflexão sobre “até quando” os brasileiros vão “ignorar os alertas dos responsáveis” e “aceitar a mentira dos canalhas”. Confira abaixo o vídeo e o texto na íntegra:


PUBLICIDADE



“O ano é 2002. Lula e o PT lideram as pesquisas presidenciais; alguns brasileiros de bem alertam: ‘Isso vai dar problema!’ Não foram ouvidos. A população preferiu escutar os porta-vozes da esquerda. O resultado? Você já sabe.

O ano é 2006; O Brasil cresce, mas precisa de reformas para acompanhar China e índia. Alguns brasileiros de bem alertam: ‘Se não reformar, vamos ficar para trás’. Não foram ouvidos. A população preferiu escutar os porta-vozes da esquerda. O resultado? Você já sabe.

O ano é 2008. A crise econômica mundial chega ao Brasil. Para eleger sua sucessora, Lula decide estuprar as contas públicas.  Alguns brasileiros de bem alertam: ‘Se adotarmos esse modelo, o Brasil vai quebrar de vez nos próximos anos’. Não foram ouvidos. A população preferiu escutar os porta-vozes da esquerda. O resultado? Você já sabe.

O ano é 2017. O Brasil tenta se recuperar e a previdência é disparado o maior rombo nas contas públicas. Alguns brasileiros de bem alertam: ‘Se não reformarmos a previdência e tratarmos dos privilégios, o Brasil quebra de vez, milhões de pessoas perderão suas aposentadorias e passarão fome’. E eles são claros: ‘Se quebrarmos dessa vez, será a pior de todas’.

Por isso, deixamos a pergunta: até quando vamos ignorar os alertas dos responsáveis e aceitar a mentira dos canalhas? Quando vamos crescer como povo? Errar uma vez é humano. Persistir no erro é burrice. “

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.