PUBLICIDADE


Estrategista de Macron cita o Partido Novo como inovação ‘interessante’

Segundo Guillaume Liegey em entrevista à Folha de S. Paulo, o NOVO e o movimento Agora! representam inovações no cenário nacional

- Publicado no dia
Guillaume Liegey (Foto: Reprodução / Veja)

O Partido Novo caiu na boca do mundo – pelo menos, na de um francês. Em visita ao Brasil, o estrategista do presidente da França concedeu uma entrevista à Folha de S. Paulo e mencionou o partido em uma de suas respostas.

Guillaume Liegey é um dos fundadores da empresa de tecnologia eleitoral Liegey Muller Pons, tendo coordenado a atuação do movimento En Marche!, que desbancou os partidos tradicionais e levou Emmanuel Macron ao poder. A matéria destaca que Liegey obteve sucesso com um plano que mesclava entrevistas diretas com os cidadãos e uso de análises tecnológicas, bem como ênfase nas redes sociais.


PUBLICIDADE



“Há boas lições que podem ser úteis ao Brasil”, disse Liegey, referindo-se ao processo francês. “Macron prometeu mudar a política e fez isso. Orientou seu movimento, o En Marche!, a ouvir os cidadãos franceses.” Questionado sobre a presença de algum nome no Brasil capaz de liderar um processo similar ao desenvolvido por Macron, Liegey respondeu: “Não conheço tanto a política brasileira para poder responder a essa pergunta. Mas sei que há novos movimentos, como o Agora!, e partidos, como o Novo. Isso é ótimo, muito interessante”.

Fundador do NOVO e pré-candidato à presidência, João Amoêdo celebrou o comentário em suas redes sociais: “Muito bacana ver o NOVO sendo reconhecido e citado como o partido capaz de liderar a renovação política no Brasil”.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Leia também:  A polêmica do auxílio-moradia e outros projetos: Boletim conversa com o deputado Alexis Fonteyne, do NOVO
Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.