PUBLICIDADE


Maioria em enquete é favorável à volta da monarquia no Brasil

Pesquisa ficou disponível para a participação do público desde o feriado da Proclamação da República, no último dia 15 de novembro

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Verdades Monárquicas)

No último dia 15 de novembro, quarta-feira, em pleno feriado da Proclamação da República, este Boletim quis saber dos seus leitores se eles seriam favoráveis à restauração do regime monárquico no Brasil. Em uma das enquetes mais movimentadas da história do site, a ampla maioria aprovou a ideia.

Foram, no total, 2.054 participantes a darem suas opiniões sobre o tema. Na matéria em que a enquete ficou disponível nos últimos dias, o Boletim relacionou alguns nomes de destaque do ecossistema pró-liberdade, coletando suas opiniões sobre a possibilidade de mudança de forma de governo, antes de consultar a percepção do público sobre o assunto.


PUBLICIDADE



O movimento monarquista, cada vez maior, se mobilizou, fazendo uso de suas páginas nas redes sociais, e o resultado foi bastante expressivo: 1.936 pessoas a favor. O equivalente a aproximadamente 94,25 % do total. Os contrários à monarquia totalizaram apenas 92 votos, cerca de 4,47 % dos participantes. Apenas 26 votantes preferiram responder que não têm opinião formada, perfazendo 1,26 %.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.