fbpx
PUBLICIDADE

Juízes e procuradores podem ignorar reforma trabalhista, denuncia jornal

De acordo com o 'Valor Econômico', um grupo de juízes, auditores fiscais e procuradores ligados à Justiça do Trabalho podem ignorar as mudanças da CLT que estão na contramão da jurisprudência
Foto: Reprodução/Facbeook

O jornal Valor Econômico denunciou no último dia 19 que um grupo de juízes, auditores fiscais e procuradores ligados à Justiça do Trabalho podem descumprir as mudanças implementadas pela recente reforma trabalhista.

Segundo a reportagem, as novas regras contrariam a jurisprudência dessa instância judiciária, que estaria descontente com as mudanças. Dentre os principais avanços da reforma trabalhista, estão a possibilidade da contratação por trabalho intermitente, autorização de jornada de 12 horas de trabalho e a ampla possibilidade de terceirização.

Confira a reportagem na íntegra clicando aqui.



Confira também:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Siga o Boletim

Leia também