fbpx
PUBLICIDADE

Fim do Imposto Sindical é comemorado como triunfo do movimento liberal

Iniciativa foi do ex-deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSDB/PR), hoje um dos principais influenciadores do movimento liberal brasileiro
Paulo Eduardo Martins (Foto: Reprodução / Gazeta do Povo)
Paulo Eduardo Martins (Foto: Reprodução / Gazeta do Povo)
PUBLICIDADE

Dentre as mudanças implementadas pela reforma trabalhista aprovada nesta terça-feira (11) no Senado Federal, uma em especial toca o movimento liberal brasileiro: o fim do imposto sindical. A medida foi uma iniciativa do ex-deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSDB), que já deixou sua marca na história com firme atuação em apenas sete meses de mandato, entre março e outubro de 2016.

PUBLICIDADE

Jornalista, Paulo Eduardo Martins ganhou notoriedade por tecer comentários de cunho liberal na Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná. Além de citar autores da Escola Austríaca e defender a restauração do monarquia na TV Aberta, ele trouxe ao debate pautas como a privatização de estatais, a flexibilização das leis trabalhistas e a redução do poder dos sindicatos.

Em 2014, foi candidato a deputado federal e obteve quase 64 mil votos, tendo sido eleito o quarto suplente de sua coligação.

PUBLICIDADE

“O brasileiro está livre da escravidão sindical. A Lei Áurea da república não será revogada”, declarou o jornalista na manhã desta quarta-feira (12) em seu Facebook.

Fim do Imposto Sindical

O fim do Imposto Sindical deve representar significativo impacto financeiro nas organizações sindicais, que se multiplicaram no Brasil durante a vigência da contribuição e que frequentemente, em vez de defender uma categoria, agem também com interesses político-partidários, em geral de esquerda. Agora, os sindicatos precisarão da contribuição voluntária dos trabalhadores, o que, porém, pode melhorar o processo de consciência sindical das categorias à longo-prazo.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama