fbpx
PUBLICIDADE

Juiz do trabalho Marlos Melek detona “bancada do atraso” e defende reforma

Marlos Melek discursou em debate sobre o atual projeto de modernização das leis do trabalho e se manifestou contra aqueles que resistem a mudanças
PUBLICIDADE

No último dia 27 de junho, o juiz do trabalho Marlos Melek participou de debate sobre a reforma trabalhista brasileira na Comissão de Constituição e Justiça. Seu discurso foi na contramão do que se costuma esperar de quem trabalha com Justiça do Trabalho: ele defendeu a modernização, frisando que não estamos mais no tempo da Revolução Industrial.

PUBLICIDADE

“Hoje o pequeno empresário, microempresário, trabalha tanto quanto o seu trabalhador”, ele frisou. “Ao invés de incentivar esse pequeno trabalhador, o que é que o país faz? Faz de tudo para manter as amarras, porque para alguns nós queremos que o Estado se intrometa na vida. Mas para outros não: quanto menos o Estado se meter na minha vida, melhor”.

Marlos defendeu ainda a demonstração de eficiência dos sindicatos, para que sejam efetivamente financiados pelos trabalhadores. Defendeu a flexibilização dos contratos e argumentou contra a inconstitucionalidade de diversos pontos específicos da reforma. Confira no vídeo:

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama