fbpx
PUBLICIDADE

Vem Pra Rua marca manifestação pedindo a saída de Temer e prisão de Lula

Mobilizações em todo o país foram marcadas para o dia 27 de agosto, data criticada por internautas que queriam eventos antes; o MBL ainda não confirmou que participará da manifestação
Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook
PUBLICIDADE

O movimento Vem Pra Rua, que ao lado do Movimento Brasil Livre está entre os principais articuladores das manifestações populares que culminaram no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, marcou para agosto uma grande manifestação nacional.

PUBLICIDADE

Marcado para o dia 27, um domingo, na pauta da mobilização encontram-se o pedido para a saída do presidente Michel Temer, a prisão de Lula e o “andamento célere das condenações e prisão dos diversos bandidos que tomaram de assalto” o Brasil. O manifesto diz: “Cansado? Com a sensação de que o crime compensa? Junte-se a nós em todo o Brasil! Se você não for, eles ficam!”.

Em sua página no Facebook, muitos internautas questionaram o Vem Pra Rua sobre a razão de a manifestação ter sido marcada com dois meses de antecedência. A equipe do movimento explicou que, se fosse marcado algo para curto-prazo, poucas pessoas estariam protestando. “Infelizmente está uma realidade que constatamos por experiência. O brasileiro prefere viajar do que protestar no mês de julho”.

PUBLICIDADE

Leia também:  PCdoB adere a protestos do dia 12, que já têm apoio do PDT

Ainda não há confirmação da participação do MBL nessas manifestações.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama